Rainha do Forró, Clemilda morre aos 78 anos em Aracaju após complicações de um AVC


Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 26/11/2014 às 10:58
Leitura:
Da Rádio Jornal Foto: Portal Infonet Foto: Portal Infonet Clemilda, nascida em Alagos, mas que se consagrou como um dos maiores ícones da música sergipana. Ela faleceu nesta quarta-feira (26), em um hospital particular de Aracaju (SE). A forrozeira enfrentava complicações de um Acidente Vascular Cerebral (AVC) sofrido em maio deste ano, além de ter contraído uma pneumonia recentemente. Ela tinha ainda histórico de hipertensão e Parkinson. No auge dos seus 78 anos, Clemilda tinha 50 anos de carreira, além de 40 discos e seis CDs. Ela recebeu dois discos de ouro e dois de platina. Famosa por vários hits, em especial "Prenda o Tadeu sucesso que a consagrou em 1985. Sobre a triste notícia, o comunicador Geraldo Freire entrevistou nesta quarta-feira (26) o também forrozeiro Genival Lacerda, durante a Super Manhã. Em entrevista à Rádio Jornal, Genival lamentou a morte da amiga e lembrou que ela estava muito doente: Ela vinha lutando há bastante tempo. Não conseguiu participar dos shows do São João deste ano, afirmou. Acompanhe a entrevista no áudio abaixo.

Mais Lidas