OPERAÇÃO INVICTUS

Donos de livrarias manipulavam preços para desviar dinheiro público

Polícia Federal diz que prefeituras também poderiam estar envolvidas no esquema de superfaturamento

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 10/12/2014 às 7:42
Leitura:


Foto: arquivo/Polícia Federal

A Polícia Federal, a Controladoria Geral da União e o Conselho Admnistrativo de Defesa Econômica (CADE) estão realizando de forma conjunta a Operação Invictus. Nesta quarta-feira (10), as instituições 15 mandados de busca e apreensão, dos quais cinco são em prefeituras pernambucanas, e mais oito de intimação. O objetivo é desarticular uma associação criminosa de empresários envolvida no ramo de livrarias que estariam fraudando licitações para desvio de dinheiro público. Ainda de acordo com a polícia, algumas Prefeituras também faziam parte do esquema.

De acordo com a Polícia Federal, o dinheiro para a compra de material escolar, de livraria e de papelaria estaria sendo usado para comprar sempre nos mesmos estabelecimentos, por isso o nome Invictus foi dado à operação. Os empresários estariam combinando preços e entrando em acordo com as prefeituras para fraudar o processo licitativo. Saiba mais na reportagem de Rafael Carneiro:

Mais Lidas