VIOLÊNCIA

PM instaura sindicância para investigar agressão de oficial contra vigilante no Derby

A vítima levou vários chutes, socos e tijoladas

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 15/12/2014 às 14:54
Leitura:
Agressão foi filmada pela câmera do estabelecimento
Foto: Reprodução/ TV Jornal



A possibilidade de tentativa de homicídio não é descartada pela força tarefa na agressão sofrida pelo vigilante Lucas Silva dos Santos, de 30 anos. O homem estava trabalhando em um bar, no bairro do Derby, quando foi agredido por um oficial da Polícia Militar, por volta das 5h do último sábado (13).

Imagens que circulam na internet revelam o momento das agressões, que ocorrem na calçada que fica no lado oposto ao bar.

A repórter Aracely Nóbrega traz as informações:

O vigilante levou socos, pontapés e tijoladas porque teria pedido para o cliente sair do estabelecimento, que já havia encerrado o expediente. Durante as agressões, o PM se afasta e parece ameaçar pessoas que presenciam a ação com um revólver em punho.

O coordenador da Força Tarefa de Homicídio, Darlei Timóteo, revela os crimes pelos quais o suspeito pode responder. “Vai ficar a critério da autoridade policial se ela vai tentar entender como houve uma tentativa de homicídio ou se houve uma lesão corporal natureza grave ou gravíssima”, detalhou.

Outros dois homens também participaram do crime, mas ainda não foram identificados pela polícia.

O assessor de comunicação da Polícia Militar, capitão Júlio Aragão, afirma que o PM já foi identificado e detalha o que vai ser feito daqui em diante. “O comando da corporação já identificou o PM que trata dessa ocorrência já determinou a instauração de uma sindicância para apurar todos os fatos que ocorrem nessa ocorrência que é lamentável, violenta e reprovável. Mas a sindicância é que vai determinar as causas, as consequências disciplinares no âmbito da corporação”, destacou.

A vítima já foi liberada do hospital português e se recupera em casa. Lucas Silva dos Santos espera justiça. “Eu acredito na justiça divina. Não tem mais nada a fazer”, relatou.

Veja as imagens da agressão na reportagem da TV Jornal:

Mais Lidas