CASO ITAÍBA

PF ouve três suspeitos da morte do promotor de Itaíba

Thiago Faria foi assassinado há mais de um ano

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 16/12/2014 às 14:26
Leitura:

Atualizado às 17h59

Promotor foi assassinado em uma emboscada há mais de um ano
Foto: Reprodução/ Facebook



Estão sendo ouvidos na sede da Polícia Federal em Pernambuco, Jóse Maria Pedro Rosendo Barbosa, José Marisvaldo Vitor da Silva e José Maria Domingos Cavalcante, suspeitos de envolvimento na morte do promotor de Itaíba, Thiago Faria Soares, em outubro do ano passado.

Os três suspeitos deixaram o Cotel, em Abreu e Lima, onde cumprem prisão preventiva, para esclarecerem alguns pontos divergentes apresentados no depoimento anterior. Além deste procedimento, não está descartada a possibilidade de acareação entre os envolvidos.

De acordo com os federais, com o avanço das investigações novas perícias foram marcadas. Nesta fase, vai ser utilizado um scanner 3D no local do crime, como explicou o chefe de comunicação da Polícia Federal, Giovani Santoro.

Confira na reportagem de Rafael Carneiro:

A esposa do fazendeiro, Jandira Cruz Ubirajara, foi acompanhada de um dos filhos para aguardar o depoimento. "Destruíram a vida da gente todinha, por uma coisa que meu marido não fez", defendeu a mulher. Confira:

Na chegada a sede da federal, o fazendeiro Jóse Maria Pedro Rosendo Barbosa, prometeu falar com a imprensa ao final do depoimento. Ele e os outros dois ouvidos seguem para o Cotel até o fim da tarde.

Outro suspeito Ivanilson Dias Gomes, encontrado utilizando os documentos do promotor assassinado, ficou no Cotel, e pode ouvido em outro momento. Na mesma situação está Edmacy Cruz Ubirajara, cunhado do fazendeiro. Ele foi preso um dia após o crime e atualmente se encontra em liberdade.

Mais Lidas