OPERAÇÃO PEDRA BRANCA

Empresários do polo gesseiro do Sertão são presos por sonegação

De acordo com a Polícia Civil, as investigações estão sendo realizadas há três meses e o prejuízo estimado é superior a R$ 100 milhões

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 17/12/2014 às 16:57
Leitura:

Nesta quarta-feira a Delegacia de Combate aos Crimes de Ordem Tributária e a Secretaria da Fazenda de Pernambuco, deflagraram a Operação Pedra Branca. A ação resultou em 26 mandados de busca e apreensão, notas fiscais, documentos e computadores, além de 11 mandados de prisão preventiva, em que nove foram cumpridos nas cidades de Trindade, Impubi e Araripina, no interior do Estado. Os empresários que atuavam no Polo Gesseiro, foram ouvidos na delegacia de Araripina e encaminhados à cadeia pública da cidade.

O diretor de Polícia Especializada, Joselito Kehrle, fala sobre a operação. “A investigação chegou às empresas que foram criadas com o objetivo de sonegar impostos. Essas empresas atuavam em Pernambuco e no Ceará”, apontou.

A reportagem de Aracely Nóbrega traz outros detalhes:

Os envolvidos não tiveram os nomes revelados e estão sendo acusados de sonegação fiscal, falsidade ideológica e documental, corrupção de menores e formação de quadrilha. As fábricas são registradas em Pernambuco e no Ceará, mas todos os presos estavam no Estado. A operação contou com a participação de 120 policiais civis, 50 auditores da secretaria da fazenda e 12 policiais militares.

De acordo com a Polícia Civil, as investigações estão sendo realizadas há três meses e o prejuízo estimado é superior a R$ 100 milhões. Outros detalhes da operação devem ser apresentados pela polícia nesta quinta-feira (18).

Mais Lidas