PERNAMBUCO

Apagão em subestações da Chesf deixa Região Metropolitana e interior no escuro

Pelas redes sociais, moradores de 15 cidades relataram falta de luz. Em alguns bairros, a energia não foi totalmente reestabelecida

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 18/12/2014 às 6:03
Leitura:
Foto: Fabiano Lopes/Rádio Jornal


Tudo começou por volta das 23h30 dessa quarta-feira (18) com um clarão de grande intensidade. A falta de luz atingiu total ou parcialmente as cidades do Recife, Olinda, Paulista, Jaboatão dos Guararapes, Camaragibe, São Lourenço da Mata. Pelas redes sociais, moradores de Vitória de Santo Antão, Petrolina, Surubim, Passira, Petrolina, Gravatá, Limoeiro, Caruaru, Arcoverde, Cabo e Ipojuca também relataram falta de luz.

No bairro recifense de Afogados, os motoristas denunciaram que criminosos aproveitaram a escuridão para cometer assaltos. No Aeroporto Internacional dos Guararapes, o apagão não alterou a rotina de pousos e decolagens.

O metrô parou e os passageiros tiveram que concluir o percurso a pé para depois encarar outro tipo de transporte. Na manhã desta quinta-feira (18), parte do sistema ainda está parada e não há previsão de retorno. Os terminais de ônibus ficaram lotados.

Na estação Aeroporto, da linha Sul, muitos passageiros foram pegos de surpresa com o aviso "Sem previsão para voltar" colado nas portas fechadas. A linha Sul e a linha Centro começaram a ser normalizadas por volta das 7h15, mas o ramal Camaragibe ainda não havia voltou a funcionar. A sugestão da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) para os passageiros que desejarem seguir para Camaragibe é de que eles sigam pelo ramal Jaboatão e descam na estação do Barro, pegando um ônibus para Camaragibe no local.

A Rádio Jornal acompanhou o problema desde o início e o comunicador Marcelo Araujo abriu espaço para os ouvintes:

A Celpe repassou a responsabilidade do apagão para a Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf). O fornecimento de energia elétrica foi sendo retomado de forma gradual já nas primeiras horas de desta quinta-feira, mas algumas localidades ainda registram falta de luz.

Os problemas foram registrados nas subestações de Joairam, no Curado e no Bongi, onde fica a sede da estatal. Na rede que fica nas imediações da Avenida Abdias de Carvalho, o rompimento de um cabo causou a pane.

Agora pela manhã, a Chesf deve prestar novos esclarecimentos sobre o apagão. O superintendente de Operações, João Henrique Franklin, relata as providências tomadas:

Mais Lidas