TECNOLOGIA

Vias do Recife receberão novos equipamentos de fiscalização do trânsito

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 18/12/2014 às 18:03
Leitura:

Seis vias do Recife receberão novos equipamentos de fiscalização eletrônica do trânsito a partir desta sexta-feira (19). Os equipamentos registrarão informações como o excesso de velocidade, parada em cima da faixa, avanço de sinal, restrição de circulação e até mesmo conversões proibidas.

Os dispositivos serão instalados em cruzamento com ruas importantes, como as Avenida Agamenon Magalhães e Avenida Conde da Boa Vista, na área central do Recife. Outras áreas da Zona Sul e Zona Oeste da cidade também serão beneficiadas com o equipamento. O funcionamento será apenas em caráter educativo até o dia 29 de dezembro, quando as multas para infratores começarão a ser aplicadas.

A presidente da CTTU, Taciana Ferreira, conversou com Graça Araújo e deu outras informações. "Nós além de fazermos a fiscalização vamos fazer toda a sinalização", destacou, Confira:


Confira todas as vias que receberão o equipamento:
- Avenida Governador Agamenon Magalhães x Rua General Joaquim Inácio, sentido Olinda;
- Rua Professor Arnaldo Carneiro Leão x Rua Pedro Paes Mendonça, sentido subúrbio;
- Avenida Conde da Boa Vista x Rua 7 de Setembro, sentido subúrbio e sentido Ponte Duarte Coelho;
- Avenida Boa Viagem x Avenida Herculano Bandeira;
- Avenida Recife, em frente ao Residencial Ignês Andreazza, sentido Ceasa e sentido aeroporto;
- Avenida Engenheiro Abdias de Carvalho, sentido Centro e sentido BR - 232.
As lombadas eletrônicas presentes na Avenida Recife e na Avenida Engenheiro Abdias de Carvalho serão movidas para as avenidas Saturnino de Brito e Dom João VI.

FISCALIZAÇÃO - Os equipamentos de fiscalização eletrônica funcionarão todos os dias, das 6h às 22h para excesso de velocidade e restrição de circulação, de 6h às 20h, para parada sobre faixa de pedestre e avanço de semáforo e de 7h às 22h, para proibição de giro à esquerda. As multas variam de R$ 85,13 a R$ 574,62 e o motorista infrator pode levar até cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Mais Lidas