TRANSTORNOS

Após apagão, ramal Camaragibe do metrô continua parado e sem previsão de retorno

Cerca de 50 mil pessoas estão sem o transporte. Usuários devem pegar rotas alternativas de ônibus

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 19/12/2014 às 8:02
Leitura:
Foto: divulgação/metrô



Paralisado desde a noite da última quarta-feira (17), o ramal Camaragibe da Linha Centro do Metrô do Recife continua sem funcionar e não há previsão de retorno das atividades normais. A linha parou após a queda sobre a via de um cabo de 230 mil volts da Chesf, causando um curto circuito. Cerca de 50 mil pessoas estão sem o transporte.

No final da tarde desta quinta-feira (19), o serviço continua paralisado. Lélia Perlim foi à estação do metrô conferir o funcionamento. O passageiro Edilson Silva reclamou. "A dificulade é grande. Com o metrô funcionando dentro de meia hora eu já tô no trabalho, sem ele eu demoro cerca de uma hora e meia ou duas horas para chegar", relatou. No local os ônibus disponibilizados pelo Grande Recife não demoram para passar, mas saem sempre lotados. Confira os detalhes:

O Metrorec orienta que os passageiros que estão no Centro peguem o metrô e sigam para a estação do Barro e então optem por um ônibus para ir até Camaragibe. O Grande Recife Consórcio de Transporte reforçou a operação de ônibus, mas longas filas se formam e a população se sente prejudicada.

O problema nas ligações da Chesf causou um apagão na Região Metropolitana do Recife (RMR) e alguns municípios da Zona da Mata e Agreste do Estado. As causas da queda de energia foram curtos circuitos que ocorreram em dois pontos diferentes de uma linha de alta tensão da Chesf, próximo as subestações de Joiram, no Curado, e a do Bongi. Os curtos circuitos fizeram a linha de alta tensão da Chesf cair em cima da rede de distribuição da Celpe, o que provocou o clarão visto quando ocorreu a falta de energia numa grande parte do Recife.

Mais Lidas