TRAGÉDIA

Polícia procura suspeito de matar dois irmãos, de 6 e 7 anos, na Estância

A mãe havia saído para trabalhar. O suspeito está desaparecido.

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 22/12/2014 às 10:37
Leitura:
Foto: Reprodução/Google Street View


Uma comunidade inteira está chocada com a morte de duas crianças, uma menina de 7 anos e um garoto de 6 anos, na rua Senador Thomas Lobo, na Estância, Região Sudoeste da capital pernambucana.

O principal suspeito, o padrasto Robson Fernandes dos Santos, de 46 anos, teria aproveitado a saída da mãe para o trabalho por volta das 5h desta segunda-feira (22), para aplicar 25 golpes de faca em cada vítima.

De acordo com perito do Instituto de Criminalística, Antônio Neto, as crianças foram atacadas enquanto dormiam. “A maioria das lesões foi concentrada na região cervical anterior e torácica, mas tem na cervical, na parte posterior do pescoço, braço, perna e lesão de defesa em ambos”, detalhou.

O repórter Rafael Carneiro traz os detalhes:

Uma faca peixeira suja de sangue, foi recolhida no local e vai passar por análise.

Crianças foram atacadas quando estavam dormindo
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Na vizinhança, todos ouviram os gritos e o momento que o padrasto saiu de casa. A avó das crianças, Maria da Conceição, não tem resposta para o crime brutal. “Ninguém sabe o porquê”, disse a avó, chorando muito. “Nunca houve nada. Ele sempre foi muito carinhoso com as crianças. Era isso que eu queria entender”, desabafou.

Para a delegada, Aucilene Marques do DHPP, que investiga o caso, nenhuma possibilidade está descartada. Sem gravar com imprensa, ela informou que neste domingo o casal teria se desentendido. Familiares também confirmaram que o auxiliar de serviços gerais tinha ciúmes da companheira, Edilene Maria Ferreira de 22 anos.

A polícia está realizando diligências para localizar o suspeito. Quem tiver informações sobre o destino de Robson Fernandes dos Santos pode ligar para o disque denúncia no telefone 3421-9595. A ligação é confidencial e gratuita.

Por volta das 6h30 da manhã, os vizinhos ouviram as vítimas, de 6 e 7 anos, gritando. Logo depois, elas foram encontradas mortas por uma tia dentro da casa onde moravam, na Rua Senador Thomaz Lobo. De acordo com a avó das criaças, a mãe dos meninos morava com o suspeito há seis meses.

Mais Lidas