Teste da linguinha passa a ser obrigatório, em recém-nascidos

A partir desta semana, hospitais e maternidades das redes pública e particular terão que fazer o procedimento

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 22/12/2014 às 16:28
Leitura:
Foto: Reprodução/ Internet

A partir desta semana, hospitais e maternidades das redes pública e particular serão obrigados a fazer o chamado teste da linguinha em recém-nascidos. A determinação foi criada pela Lei 13.002/2014. O objetivo do exame é detectar se existe alguma alteração no chamado frênulo, membrana que liga a língua à parte inferior da boca – também conhecido como freio. A alteração pode gerar a popular língua presa.

Sobre o assunto, Graça Araújo conversou com o fonoaudiólogo Hilton Justino. "Os problemas de frênulo da língua eles são muito frequentes por que essas alterações podem, no bebê, dar alguma alteração na hora de sugar e daí a amamentação pode ser afetada e a criança pode deixar de mamar, num período muito curto. E depois de grande a criança pode ter problema na hora de mastigar, engolir e até falar", destacou o médico.

De acordo com o especialista, assim que detectado o problema, a cirurgia deve ser feita imediatamente, um procedimento simples.

Confira a entrevista completa:

De acordo com a assessoria do ministério, mesmo sem a regulamentação, a aplicação da lei está valendo e a norma vai reforçar o que já é feito hoje. A avaliação e a cirurgia são oferecidas gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS), assim como outros testes importantes como o do pezinho, da orelhinha e do olhinho.

Mais Lidas