REAJUSTE

Salário mínimo aumenta e preocupa empregadores

Presidente do Sindicato dos Empregadores Domésticos de Pernambuco afirma que pode haver demissões

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 02/01/2015 às 16:56
Leitura:
Foto: NE10

Começou a vigorar no dia primeiro de janeiro o novo valor do salário mínimo nacional, de R$ 788,00. Com o reajuste, o mínimo vale R$ 26,27 por dia, e R$ 3,58 por hora de trabalho. O reajuste foi 8,8% em relação aos R$ 724 pagos no ano passado.

O valor do salário mínimo é calculado com base no percentual de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do ano retrasado mais a reposição da inflação do ano anterior pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor.

A presidente do Sindicato dos Empregadores Domésticos de Pernambuco, Andréa Macedo, conversou com Graça Araújo sobre a preocupação dos patrões. "Já é uma previsão desde o final do ano passado nós já estávamos sentindo isso que haveria demissão este ano", disse. "Ele incomoda sim, este é um dos maiores reajustes que a gente teve, então ele incomoda e pode ocorrer demissões", destacou a presidente. "Não é o salário mínimo em si que acarreta problemas, o salário mínimo já é previsto o aumento todo ano, mas com ele vem a consequência dos impostos, o aumento da passagem, do vale transporte, a hora extra também aumenta", explicou Andréa.

A presidente do sindicato diz que a solução para os empregadores pode ser a contratação de diaristas. A diarista não pode trabalhar mais do que duas vezes por semana. No entanto, ela orienta a profissional. "Nós indicamos que ela esteja recolhendo a previdência na condição de autônoma para que ela tenha direitos previdenciários garantidos, que ela trabalhe par aoutras pessoas e que formalize um contrato de prestação de serviço. Confira a entrevista completa:

O sindicato fica na rua Ribeiro de Brito, 1002, em Boa Viagem. O telefone é o: 3326-8225.

Os estados do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo e Rio de Janeiro têm uma tabela própria.

As principais autoridades do país também tiveram o salário reajustado com a chegada de 2015. O salário da presidenta Dilma Rousseff e do vice-presidente, Michel Temer, passa de R$ 26,7 para R$ 30,9 mil. O de deputados e senadores, de R$ 26,7 para R$ 33,8 mil.

Mais Lidas