CONSULTÓRIO DE GRAÇA

Educação sexual é a forma mais eficaz de proteger crianças de pedófilos, afirma pesquisadora

Pedagoga e educadora sexual Marta Menezes e Giovani Santoro, da Polícia Federal, participaram do programa

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 19/01/2015 às 18:21
Pedagoga e educadora sexual Marta Menezes e Giovani Santoro, da Polícia Federal
Foto: Analu Pereira / Rádio Jornal


No Consultório de Graça desta segunda-feira (19), a pedagoga e educadora sexual Marta Menezes e Giovani Santoro, chefe de Comunicação da Polícia Federal, falaram sobre a pedofilia. Pesquisas apontam que na época de férias as denúncias desse tipo de crime aumentam em cerca de 50%.

Para a educadora sexual, a principal forma de combater a pedofilia é através da educação. De acordo com ela, os jovens são vulneráveis aos crimes porque não são bem educados pelos pais para não permitir abusos sexuais e para denunciar tentativas. Segundo a pesquisadora, a literatura aponta que a pedofilia existe desde a colonização portuguesa. Padres mantinham relações com meninas a partir de cinco anos e cartas portuguesas se referiam a "belas mulheres pequenas".

Ouça Consultório na íntegra. Entenda como proteger crianças, como lidar com a educação sexual - a pedagoga orienta a se referir aos órgãos sexuais sem "apelidos" e sim como vagina e pênis -, saiba o que fazer ao se deparar com uma situação de pedofilia ou suspeita do crime e como proteger os pequenos dos perigos da internet: