CRISE

Rebelião no Complexo Prisional do Curado chega ao fim após três dias

Três pessoas morreram na ação e outras 29 ficaram feridas

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 21/01/2015 às 19:50

A rebelião no Complexo Prisional do Curado, no bairro do Sancho, Zona Oeste do Recife, chegou ao fim na noite desta quarta-feira (21), no terceiro dia do motim dos detentos. A informação veio do juiz titular da 1ª Vara de Execuções Penais do Estado, Luiz Rocha, em coletiva realizada no local.

Ainda de acordo com o juiz, 27 presos devem ser tranferidos nesta quarta. A rebelião no Complexo Prisional do Curado resultou na morte do sargento Carlos Carlos Silveira do Carmo, 44 anos, e de dois detentos: Edvaldo Barros da Silva Filho, 34 anos, e Mario Antônio da Silva, 52 anos, que foi decapitado. 29 pessoas ficaram feridas durante o motim.

A crise no sistema penitenciário de Pernambuco tem chamado atenção no Brasil inteiro. No começo de janeiro, imagens foram divulgadas mostrando uma farra no Frei Damião de Bozzano, uma das unidades prisionais do Curado. Lá, presos brigavam usando facões, consumiam drogas, fabricavam bebidas e comercializavam barracos por até 20 mil reais.