JUDICIÁRIO

Após motins, Vara de Execução Penal do Recife recebe o reforço de juízes e advogados

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 22/01/2015 às 14:00
Ação do juiz Luiz Rocha foi alvo de protesto dos presidiários
Foto: Ricardo B. Labastier / JC Imagem


Foi iniciado, nesta quinta-feira (22), o trabalho para a separação das tarefas de servidores e magistrados designados a ajudar a Primeira Vara de Execução Penal. A medida é uma resposta aos motins realizados pelos detentos dos presídios da Região Metropolitana do Recife nos últimos dias.

A iniciativa também faz parte de uma série de novas ações para a melhoria do sistema carcerário do Estado. No acordo, feito entre a Secretaria de Justiça de Direitos Humanos, representada pelo secretário Pedro Eurico, e os detentos está a contratação de 20 novos advogados e seis juízes para acelerar o processo judicial dos presos.

O juiz da Primeira Vara de Execuções Penais do Recife, Luiz Rocha, detalha como vai ser o trabalho dos novos advogados.

Nesta sexta-feira (23), vai haver uma reunião de trabalho para fechar o direcionamento das atividades com todo grupo.