NEGOCIAÇÕES

Juiz Luiz Rocha volta atrás e diz que 27 detentos não serão transferidos do Complexo Prisional do Curado

Nesta manhã, 21 detentos saíram do Complexo para participar de audiências.

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 22/01/2015 às 10:13
Familiares aguardam para tirar carteira de visitação. Foto: Ísis Lima/Rádio Jornal

Nesta quinta-feira (22), o juiz da 1ª Vara de Execuções Penais, Luiz Rocha, voltou atrás e disse não há um acordo para que 27 presos sejam transferidos do Complexo Prisional do Curado para outras unidades prisionais ou até mesmo liberados. Essa informação contradiz a divulgada nesta quarta-feira (21), após uma reunião com um grupo de reeducandos para mediar o fim do conflito, que já durava três dias. Nesta manhã, 21 detentos saíram do Complexo para participar de audiências.

O clima é tranquilo, apesar da demora que os familiares encontram para pegar a carteirinha que autoriza a visita aos presos nos sábados e domingos. De acordo com informações da administração do presídio, a lentidão acontece por que parte da fiação foi danificada durante a rebelião. Soraia Souza, de 21 anos, mora no Rio de Janeiro e veio ao Estado tentar visitar o pai, que está preso há oito meses. Ela diz que essa é a segunda vez que conseguir a liberação e ainda não há certezas de que ficará pronta antes do final de semana.