CENTRO DO RECIFE

Incêndio de grandes proprorções no Armazém Coral pode causar desabamento

O fogo começou no 3º andar do Armazém Coral do bairro de São José. Viaturas do Corpo de Bombeiros estão no local tentando controlar o fogo que começou por volta das 13h30.

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 24/01/2015 às 15:37
Foto: Ouvinte Izaías Júnior via twitter


Um incêndio de grandes proporções atingiu, na tarde desse sábado (24), um estabelecimento no bairro de São José, no Centro do Recife. O local atingido foi o Armazém Coral, na Rua das Calçadas e próximo ao Mercado de São José. O fogo começou nos fundos do terceiro andar da loja de materiais de construção, já na Rua Padre Floriano. Equipes da Polícia Militar, da Guarda Municipal do Recife e da Celpe estão no local. AQUI

No domingo (25), equipes do Corpo de Bombeiros atuam no trabalho de rescaldo, que é a técnica de revirar entulhos no intuito de diminuir o calor interno no local do incêndio. No local, ficavam armazenados materiais de escritórios e outros altamente inflamáveis, como equipamentos de construção e botas de borracha, que devem continuar queimando por mais um dia. De acordo com o major Edson Marconi, do Corpo de Bombeiros, o local já foi isolado e não há risco de o fogo atingir outros pavimentos ou prédios vizinhos.

Por volta das 18h, o Corpo de Bombeiros conseguiu restringir as chamas ao prédio. Porém, o fogo ainda não foi controlado. As chamas podem ser vistas a grande distância. O vídeo abaixo foi enviado pela jornalista Simone Santos, da Zona Sul do Recife.

Segundo o supervisor da loja, Silvano Teotônio, o incêndio começou por volta das 13h30 (do Recife), no setor de estoque. "Os funcionários perceberam o fogo, fizeram os primeiros procedimentos e depois chamaram os bombeiros. No local, só havia botas e papel", afirmou. O Armazém Coral tem 55 anos de fundação no local e não tem registro de incêndios. Atualmente, a loja tem cerca de 60 funcionários.

O Corpo de Bombeiros está no local com pelo menos 40 agentes e de seis a oito viaturas para conter as chamas. Porém, como a rua Padre Floriano é muito estreita, os carros da corporação estão tendo dificuldade de acesso ao foco do incêncio, e o número de bombeiros deve ser aumentado. Não há vítimas e o comércio no local foi fechado, com a Guarda Municipal e a Polícia Militar interditando o entorno da loja. Às 15h, a energia do bairro foi cortada.

O fogo, que começou do lado esquerdo de um escritório do terceiro andar, já atingiu todo o pavimento, e ainda podem ser vistas muitas labaredas e chamas pelas janelas do local. Às 17h, o caminhão-plataforma dos Bombeiros chegou ao local. Em uma altura de 15 metros, o veículo está auxiliando o combate do incêndio por cima.

A grande preocupaçao agora é que o fogo não atinja o segundo andar, onde estão os produtos inflamáveis da loja, como tintas e solventes.