CARNAVAL

Comerciantes ambulantes do sítio histórico de Olinda são cadastrados para o Carnaval 2015

O coordenador geral da Organização do Comércio Informal, Alex Caldas, diz que o objetivo do cadastramento é manter a organização no local

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 27/01/2015 às 9:58
Os comerciantes agora devem ter cadastro para vender no sítio histórico de Olinda durante o Carnaval. Foto: Reprodução/Internet


É grande a fila no primeiro dia de cadastramento dos vendedores ambulantes na Secretaria de Controle Urbano de Olinda, localizada no bairro do Bom Sucesso. Os interessados em comercializar produtos no sítio histórico, durante o Carnaval 2015, devem comparecer à sede da Secretaria. O atendimento, pela manhã, continua até 12h00 e, no período da tarde, vai até as 17h00.

O coordenador geral da Organização do Comércio Informal, Alex Caldas, diz que o objetivo do cadastramento é manter a organização no local, para que o folião possa brincar com mais segurança e as troças possam ter mais espaço para desfilar. "Todos os anos cadastramos primeiramente os comerciantes cadastrados nos anos anteriores. Depois estabelecemos um limite, para que a cidade não fique cheia de comércios", conclui.

Durante o Carnaval os comerciantes cadastrados também são fiscalizados. "Fiscalizamos se eles estão trabalhando dentro do regulamento e se estão vendendo o produto do patrocinador oficial. Qualquer tipo de irregularidade nós inibimos e proibimos. Quem não acatar pode perder a concessão", explica o coordenador.

Nesta terça-feira (27) o cadastro é para os veteranos, que já foram cadastrados em anos anteriores. Os interessados devem levar originais e cópias de RG e CPF, assim como uma foto 3x4 e comprovantes de residência e de que já foi comerciante cadastrado em 2014. A taxa de credenciamento varia, de acordo com o tamanho da barraca, entre R$ 159,58 e R$ 514.

A repórter Daniela Venâncio traz mais informações: