TRÁFICO

Veterinário é preso com mais de 400 comprimidos de Ketamina no Recife

A droga, que é um anestésico veterinário, seria vendida como ecstasy na capital pernambucana

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 27/01/2015 às 10:41
De acordo com perícia, o analgésico e o ecstasy têm efeitos parecidos
Foto: Lélia Perlim / Rádio Jornal


A Polícia Civil apreendeu mais de 400 comprimidos de um anestésico veterinário, que seria vendido no Recife como ecstasy. A droga, conhecida como ketamina estava em posse do médico veterinário Alberto da Costa Campos Neto, de 44 anos, que foi preso na sexta-feira (23), em um estacionamento na Rosa e Silva, provavelmente aguardando a chegada de uma pessoa para repassar a droga.

O perito Adenaule Geber afirma que a confusão de uma droga pela outra se dá por terem efeitos bastante parecidos, quando consumidas. "O MDMA, o ecstasy, provoca alucinações como a ketamina. Porém, ao contrário do ecstasy, que é uma droga estimulante, a ketamina tem ativos depressores do sistema nervoso central", explica.

O consumo deste tipo de droga, de uso veterinário, em animais de grande porte como cavalos, pode gerar desde um estado de coma, até o óbito dependendo da dose. Alberto da Costa já está no Cotel em Abreu e Lima, onde responderá por tráfico de drogas.

A repórter Lélia Perlim traz mais informações: