ASSASSINATO

Após federalização do caso, familiares pedem júri popular para caso Manoel Matos

Manoel Matos era engajado na investigação de grupos de extermínio e foi assassinado em Pitimbu

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 29/01/2015 às 17:50
Foto: Isabela Lemos / Rádio Jornal


Para marcar os seis anos da morte do advogado pernambucano Manoel Matos, familiares e militantes se reuniram, nesta quinta-feira (29), no Recife Plaza, na Rua da Aurora.

O advogado tinha trajetória no enfrentamento de grupos de extermínio na divisa da Paraíba e de Pernambuco. O caso foi o primeiro a ser federalizado, já que foi considerado que a esfera estadual não conseguiu desvendar o crime.

Depois da vitória da federalização, familiares e militantes aguardam agora a determinação de um júri popular para o caso. Segundo as investigações, atuais presos estão envolvidos na morte do advogado.