SAÚDE

Quase 22% de todas as ligações para o Ceatox Pernambuco são trotes

O órgão informa que os infratores precisam ficar cientes que estão prejudicando um serviço de utilidade pública

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 30/01/2015 às 11:28
Foto: Reprodução/Internet


O Centro de Assistência Toxicológica de Pernambuco (Ceatox), que presta assistência à população sobre casos de intoxicação por animais peçonhentos, medicamentos e produtos de limpeza, registrou, só até o dia 21 de janeiro de 2015, 294 trotes.

Em todo o ano de 2014, das 13.500 ligações recebidas pelo Centro, 2.900 foram trotes, o que representa 21,7% do total de chamadas. O órgão informa que os infratores precisam ficar cientes que estão prejudicando um serviço de utilidade pública, que precisa de agilidade no atendimento, de forma a evitar sequelas à saúde do usuário ou, em alguns casos, até mesmo a morte.

O órgão também lembra que o trote é um crime contra o patrimônio público e pode resultar em detenção ou multa para o infrator, de acordo com o Código Penal Brasileiro.

SERVIÇO

Pelo telefone do Ceatox, a população pode tirar dúvidas sobre como proceder após picada de cobra ou escorpião, ou após a ingestão acidental de medicamentos ou materiais tóxicos.

Em alguns casos, o Centro precisa indicar ao doente uma unidade de saúde específica para que um soro seja aplicado. O serviço telefônico, gratuito, funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana, e pode ser feito de telefone fixo ou celular.

Ceatox: 0800 722 6001