SISTEMA PRISIONAL

Tumulto em dia de visita no Complexo Prisional do Curado deixa um detento morto e cinco feridos

O princípio de rebelião começou durante uma operação padrão realizada pelos agentes penitenciários

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 31/01/2015 às 18:50
Foto: Hesíodo Goes/JC Imagem


Neste sábado (31), um tumulto iniciado por volta das 7h30 deixou um morto e pelo menos cinco feridos no Complexo Prisional do Curado, localizado no bairro do Sancho, Zona Oeste do Recife. David Bezerra dos Santos, de 20 anos, chegou a ser levado para o Hospital Otávio de Freitas, mas não resistiu aos ferimentos. Segundo informações de detentos, a morte dele teria sido causada por um tiro.

De acordo com informações da reórter da Rádio Jornal, a pricídio de rebelião teria começado por volta das 7h30, quando esposas e namoradas de detentos do Presídio Juiz Antônio Luiz Lins de Barros, uma das três unidades do Complexo Prisional, se revoltaram com o atraso na entrada para a visita íntima. Em protesto, subiram nas grades e gritaram palavras de ordem. Os detentos, por sua vez, ao ouvir a gritaria do lado de fora, atiraram pedras pelos muros. Os agentes penitenciários afirmam que foram usadas balas de borracha para controlar o tumulto, o que deixou o clima ainda mais tenso.

O presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários, Nivaldo Oliveira Júnior, diz que o tumulto foi causado por que as famílias e os detentos estão acostumados a visita começar às 7h, mas o horário regulamentar é de 8h30.

Foto: Hesíodo Goes/JC Imagem

A esposa de um dos detentos, identificada apenas como kássia, diz que muitas das famílias vem de longe e se esforçam para chegar ao local:

Já a esposa de outro detento, que não quis se identificar, denunciam que os agentes penitenciários incitam a rebelião dos detentos:

Além da vítima, outros dois detentos foram levados para o Otávio de Freitas. Um deles foi visto deixando o complexo prisional em um carro de mão, desacordado e com um ferimento na cabeça. Outro saiu caminhando com dificuldade e machucado na barriga. No final da tarde, no final do horário de visita, um outro detento ficou ferido após ser esfaqueado. De acordo com informações da administração do prisído.

Veja a nota da Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres):

"A Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres) informa que foi contido um tumulto ocorrido na manhã deste sábado (31) no Presídio Juiz Antônio Luiz Lins de Barros, no Complexo Prisional do Curado. O tumulto ocorreu antes do início da visita íntima, na manhã deste sábado (31), sendo necessária a intervenção dos agentes para manter a ordem na unidade e a segurança de todos. Na ocasião, os reeducandos Alisson Avelino da Silva, 21 anos, e Diogo Santos de Lima, 20 anos, ficaram feridos e estão passando por cirurgia no Hospital Otávio de Freitas, para onde foi levado David Bezerra dos Santos, de 20 anos, que faleceu ao dar entrada na unidade. Outros dois feridos foram atendidos na enfermaria do presídio com ferimentos leves. Será aberto um inquérito para apurar as circunstâncias da morte do reeducando."