COMBUSTÍVEIS

Aumento da mistura de álcool na gasolina pode ajudar setor sucroalcooleiro a sair da crise

A ideia é garantir um alívio nos preços dos combustíveis, já que o álcool em maior porcentagem baratearia a mistura

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 03/02/2015 às 6:00
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil


Após três meses de debate com a indústria automotiva, o percentual passará de 25% para 27%. A reunião que aconteceu nesta segunda-feira (2) contou com representantes da União da Indústria de Cana-de açúcar Única e o Fórum Nacional Sucroenergético. Para os chamados combustíveis premium, a mistura continua com 25% de álcool, a pedido da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos.

As mudanças devem ser anunciadas pela presidente Dilma Rousseff nesta terça-feira (3) em Brasília. A ideia é garantir um alívio nos preços dos combustíveis, já que o álcool em maior porcentagem baratearia a mistura. Com a novidade, a partir da segunda quinzena do mês, o consumo de etanol anidro deve crescer um bilhão de litros por ano.

Atualmente, o setor sucroalcooleiro vive em crise. Cerca de sessenta usinas encerraram as atividades nos últimos anos. O presidente do Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool do Estado de Pernambuco, Renato Cunha:

Por outro lado, após um reajuste de preços da gasolina nos postos acima do esperado pelo Governo Federal, uma pesquisa de mercado se tornou condição obrigatória na hora de encher o tanque de combustíveis.