PRECONCEITO

Casal gay denuncia abordagem violenta da polícia por causa de beijo em Olinda

PM alega atentado ao pudor e desacato à autoridade

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 12/02/2015 às 16:51
Foto: Reprodução / NE10


O Movimento Gay Leões do Norte deve entrar com representação na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) contra a Polícia Militar. A denúncia é por causa da abordagem feita a um casal gay que estava em Olinda, nessa quarta-feira (11). De acordo com o estudante baiano Magno da Costa Paim, 21 anos, e o namorado paraense Hector Zapata, 22, eles estavam se beijando quando foram abordados violentamente por policiais. Quando tentaram identificar quem estava fazendo a abordagem, foram acusados de desacato e levados à delegacia.

De acordo com Wellington Medeiros, presidente do movimento Leões do Norte, a polícia sempre alega desacato a autoridades quando age violentamente e é denunciada. Muitas pessoas se sentem intimidadas a fazer denúncias, mas como o caso aconteceu com turistas, que não tem o endereço no Estado, o medo de retaliação das vítimas é menor. A entidade lamenta a ação, sobretudo depois de formações mostrando preconceito em ações da polícia, que não deve considerar atentado ao pudor troca de carícias entre casais do mesmo sexo. Uma denúncia formal será feita à Corregedoria da instituição.

Em nota, a Polícia Militar afirmou que os jovens estavam expondo os órgãos genitais e proferiram palavras de baixo calão, e que a denúncia será apurada.