URBANISMO

Prefeitura do Recife volta à Conde da Boa Vista para ordenar comércio ambulante

Ao todo, 20 fiscais vão atuar no local para evitar que os comerciantes irregulares voltem para a via.

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 24/02/2015 às 10:35
Foto: Rafael Carneiro/Rádio Jornal


Menos de 20 dias depois do início do ordenamento do comércio informal na Avenida Conde da Boa Vista, a Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano retornou ao local, nesta terça-feira (24), para dar continuidade às ações de regulação e retirada dos ambulantes não cadastrados. Os fiscais da Semoc chegaram ao local bem antes dos ambulantes, inviabilizando o trabalho de quem está irregular.

A maioria dos ambulantes não foi pega de surpresa, já que eles haviam sido notificados de que a ação aconteceria hoje. A fiscalização contou com o apoio da Guarda Municipal e de agentes de trânsito. Ao todo, 20 fiscais da Prefeitura do Recife vão atuar permanentemente no local durante o horário comercial para evitar que os ambulantes irregulares voltem para a via.

Foto: Bobby Fabisack / JC Imagem


A comerciante Josefa Sueli, que trabalha há 48 anos no local, foi retirada do local por estar com o documento de autorização fora da validade. Ela foi orientada a ir até a Companhia de Serviços Urbanos do Recife (Csurb) para regularizar a documentação e, assim, poder voltar oa trabalho.

A ação acontece desde o dia 7 de fevereiro, começando no trecho que vai da Avenida Gervásio Pires até a Rua do Hospício. Desta vez, o trecho escolhido vai da Rua do Hospício até a Rua da Aurora. Dos 100 ambulantes presentes no local, apenas 23 foram autorizados.