TRANSPORTE

Motoristas da Transcol protestam contra empresa e ônibus demoram 3 horas para sair da garagem

Quem saiu prejudicado pela paralisação foram os passageiros da Zona Norte do Recife. A Transcol é responsável por 16 linhas de ônibus

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 25/02/2015 às 8:30
Foto: reprodução/site Ônibus Brasil


A manhã desta quarta-feira (25) começou complicada para quem mora ou trabalha na Zona Norte do Recife. Os ônibus da Empresa Transcol, que opera 16 linhas, só começaram a sair das garagens às 7h, quando o normal é que a operação comece por volta das 4h. A paralisação é um protesto dos funcionários por causa das irregularidades trabalhistas, como o não pagamento regular das horas extras, e os mais de 30 coletivos que estão com os tacógrafos quebrados.

Pouco antes das 7h, o Sindicato dos Rodoviários e representantes da Transcol assinaram um acordo e os veículos começaram a sair da garagem. O acordo prevê que os funcionários que dirigiam veículos com o equipamento danificado e foram multados não precisaram pagar e quem já pagou será ressarcido. A empresa também se comprometeu a realizar o pagamento das horas extras em atraso.

Representantes da Transcol se comprometeram a realizar a manutenção nos veículos em até 48 horas a partir de hoje. Essa era outra reivindicação dos motoristas, o conserto de equipamentos de segurança entre eles o tacógrafo que registra a velocidade do veículo.

O Grande Recife Consórcio de Transporte vai vistoriar os ônibus daqui a dois dias para constatar se o acordo foi cumprido. A Empresa Transcol opera 16 linhas, entre elas Macaxeira/Parnamirim, Dois Irmãos/Rui Barbosa e Rio Doce/Dois Irmãos.