JUDICIÁRIO

Defensores públicos de todo o Brasil iniciam mutirão no Complexo do Curado

Atualmente, Pernambuco possui apenas oito defensores públicos

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 02/03/2015 às 14:49
Presos fizeram rebelião pedindo mais agilidade no julgamento de processos
Foto: Edmar Melo / JC Imagem


Quarenta e oito defensores públicos de todo Brasil iniciam, nesta segunda-feira (2), o projeto “Defensoria Sem Fronteiras” no Complexo Prisional do Curado, na Zona Oeste do Recife. A força-tarefa vai atender 7 mil reeducandos das três unidades prisionais. O defensor público geral de Pernambuco, Manoel Jerônimo, explica como vai funcionar o trabalho.

Atualmente, Pernambuco possui apenas oito defensores públicos. Segundo Manoel Jerônimo, mais 22 aprovados devem assumir o cargo para atender a demanda de todo o Estado.

Após finalizar o mutirão no Complexo Prisional do Curado, a força-tarefa pretende promover o mesmo atendimento em unidades carcerárias de Itamaracá e Abreu e Lima, no Litoral Norte do Estado.