ECONOMIA

Pesquisa revela que mulheres possuem menor representação nos postos de trabalho do Grande Recife

Além de representarem metade da população desempregada, o emprego doméstico, ocupação tipicamente feminina, permanece como uma das principais possibilidades de inserção das mulheres

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 05/03/2015 às 15:27
Leitura:
Foto: Reprodução / Internet


As mulheres continuam a enfrentar grandes dificuldades no mercado de trabalho da Região Metropolitana do Recife. O dado está presente no estudo realizado pela Pesquisa de Emprego e Desemprego na Região Metropolitana do Recife (PED), em parceria com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). No ano de 2014, a taxa de participação da mulher na capital pernambucana diminuiu após uma trajetória de crescimento consecutivo durante seis anos, iniciada em 2008 - 47,3% em 2013, para os atuais 46,7%.

Em contrapartida, a taxa de participação masculina permaneceu estável em 66,4%, maior patamar da série da pesquisa. A técnica do Dieese, Milena Prado, detalha os dados:

Além de representarem metade da população desempregada, o emprego doméstico, ocupação tipicamente feminina, permanece como uma das principais possibilidades de inserção das mulheres. Ainda de acordo com a representante do Dieese, a pesquisa identificou que a taxa de participação das mulheres cônjuges aumentou de 44,7% para 50,8% e das com 60 anos ou mais de 8,7% para 12,5%.

Mais Lidas