POLÍTICA

Mesmo se inocentados, políticos citados na lista da Lava Jato sofreram julgamento do público

Os analistas políticos consideram que o prejuízo já é enorme só de constar na lista de envolvidos nas investigações

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 07/03/2015 às 11:15
Leitura:
Ao todo, são seis os políticos que nasceram ou têm vida política ligada a Pernambuco.


A repercussão do envolvimento dos pernambucanos na lista dos investigados na operação lava jato foi a pior possível. Os mais afetados são o senador Humberto Costa, do PT, e o deputado Federal Eduardo da Fonte, do PP.

A lista com 50 nomes também envolve os ex-deputados pernambucanos Pedro Corrêa, que está preso, Aline Corrêa e Roberto Teixeira. O comunicador Romualdo de Souza faz a análise da repercussão em Brasília.

Os analistas políticos consideram que o prejuízo é enorme só em estarem envolvidos nas investigações comandadas pelo Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot. Mesmo que sejam posteriormente inocentados, os políticos pernambucanos já foram sentenciados publicamente ao terem os nomes divulgados.

Michel Zaidan, professor e analista Político, explica o motivo de tamanho impacto e revela conversa que teve com Humberto Costa.

Opinião: saiba o que os especialistas têm a dizer sobre o caso

Em entrevista ao comunicador Wagner Gomes, o jurista José Paulo Cavalcanti Filho disse que a situação é paradoxal como a enfrentada na Europa, já que a lista dos envolvidos pode ter relação com o escândalo do HSBC. O jurista reclamou das supostas regalias que o cargo de Presidente da república concede ao comentar que o nome da presidente Dilma não está na lista.

Também em entrevista ao comunicador Wagner Gomes, o deputado Federal Mendonça Filho (DEM-PE) criticou o governo pelo escândalo de corrupção da Petrobras. Ele também disse que não esperava que integrantes de seu partido estivessem na lista.

Já o cientista político Maurício Romão lembrou que a situação deve ficar mais difícil para o governo com a base aliada em “pé de guerra”, já que os presidentes da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), foram citados na lista.

Mais Lidas