REFLEXÃO SOCIAL

OPINIÃO: Ensino religioso nas escolas prejudica alunos que têm crenças diferentes da maioria cristã

Ednaldo Santos é comentarista e comunicador da Rádio Jornal

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 07/03/2015 às 8:58
Leitura:
Imagem ilustrativa. Foto: reprodução/internet


Mais de 100 mil escolas públicas e particulares brasileiras ainda ensinam religião com foco no cristianismo dentro do currículo. Segundo a pesquisa realizada pelo DataFolha, esse número corresponde a aproximadamente 50% das instituições. Embora a Constituição Federal Brasileira afirme que o Estado é laico, a legislação permite que as religiões sejam inseridas no calendário escolar.

Para o comunicador Ednaldo Santos, o ideal era que as escolas ensinassem a história das religiões e suas trajetórias, e não o seu culto. "Acho que, sinceramente, a escola não é, em hipótese alguma, o melhor lugar para ensinar religião. Para isso existem as igrejas e lugares de culto, onde os pais podem levar as crianças sempre que quiserem", diz. "Cada um deve ensinar seu filho a religião que bem entender. Nas escolas, os alunos deveriam focar em português e matemática", completa.

Confira o comentário diário de Ednaldo Santos, comunicador da Rádio Jornal, publicado no Redator de Plantão deste sábado (7). O programa é transmitido de segunda a sábado, das 6h às 6h45.

Mais Lidas