METEREOLOGIA

Mais uma manhã de transtornos após fortes chuvas que afetaram Região Metropolitana do Recife

A previsão é de mais chuva para esta segunda-feira, tanto no Grande Recife quanto na e Zona da Mata Sul.

Da Rádio Jornal; atualizada às 17h20
Da Rádio Jornal; atualizada às 17h20
Publicado em 09/03/2015 às 12:54
Leitura:
Nos Bultrins, Avenida Chico Schience ficou completamente inundada. Foto: Rafael Carneiro/Rádio Jornal


A Agência Pernambucana de Águas e Clima (APAC), emitiu alerta de chuva moderada a forte desde o domingo até esta segunda-feira (9). E a previsão foi certeira, pois a precipitação castigou as cidades do Grande Recife, causando transtornos em vários setores.

Diversos bairros da Região Metropolitana sofreram pela falta de fornecimento de energia elétrica, como Jardim São Paulo e Boa Viagem. As avenidas presidente Kennedy e Carlos de Lima Cavalcanti e Bultrins, em Olinda, José Rufino e Dois Rios, no Ibura ficaram Embaixo d’água.



Teto de sala de aula da faculdade Maurício de Nassau desabou momentos depois de alunos trocarem de sala
Foto: Cortesia


Tiago do Vale, meteorologista da APAC, chama a atenção para a duração do alerta e explica o fenômeno meteorológico que causa a forte chuva. Ouça no player abaixo:

Os transtornos ocasionados pela chuva também foram sentidos nas áreas onde os alagamentos tradicionalmente acontecem. A estação Cosme e Damião passou o domingo interditada, por conta do acúmulo de lama nos trilhos, causado pelo entupimento de galerias. Apenas na manhã desta segunda-feira (9) o problema foi resolvido, e a estação voltou a abrir as portas para os usuários.


Foto: Carlos Moaraes/Rádio Jornal


No domingo, a chuva provoca desabamento de teto de posto de gasolina na Avenida Recife. Ninguém ficou ferido, mas o prejuízo financeiro foi enorme. Saiba mais na reportagem de Elen Carvalho:

No bairro do Ibura, o trabalho era de recuperação de pertences e documentos de uma área que desabou na Lagoa Encantada. A Empresa de Limpeza Urbana do Recife realizou a remoção de entulhos da localidade, e a Defesa Civil fez uma avaliação prévia dos riscos.

Com o deslizamento, três pessoas ficaram feridas, mas apenas José De Lima Félix, de 74 anos, permanece hospitalizado com uma fratura no fêmur. Geraldo Magela, um dos que perderam a casa no deslizamento, buscava documentos em meio aos destroços.

Mais Lidas