FATALIDADE

O silêncio que incomoda. Acidente em estação do metrô cala o violinista popular Jessé de Paula

O músico foi atingido pelo retrovisor da locomotiva. Incidente aconteceu na estação Largo da Paz, em Afogados.

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 11/03/2015 às 6:45
Leitura:
Imagem: reprodução/facebook do arista


O violinista Jessé de Paula era conhecido por levar ao público a música erudita através do violino que tocava nos ônibus e trens do Grande Recife. Na tarde dessa terça-feira (10), o violino silenciou. O sepultamento do corpo do músico será realizado às 16h desta quarta-feira (11), no Cemitério de Santo Amaro, área central do Recife.

Jessé morreu aos 30 anos ao ser atingido por um trem na estação Largo da Paz, na Linha Sul do Metrô do Recife. Primeiro o retrovisor bateu nele e depois os vagões do metrô. Segundo a CBTU, ele esperava o trem depois da faixa amarela, traçada para dar segurança aos usuários.

A história do violinista com a música vem desde a infância. Foi o tio Edson Lopes que ensinou o manuseio do violino a ele. Depois, Jessé de Paula foi lapidar o dom no Conservatório Pernambucano de Música. Saiba mais na reportagem de Houldine Nascimento:

Boa parte do sustento do músico vinha das contribuições dos passageiros, que assistiam admirados as apresentações, cujo repertório ia do Mozart à Musa, passando por Luiz Gonzaga. O tio Edson revela que a mãe do músico enfrenta problemas de saúde e por isso foi poupada da notícia da morte do filho.

Com Cristina Amaral, Jessé fez algumas parcerias. Uma delas no Janeiro de Grandes Espetáculos, em janeiro de 2013. A cantora soube por um amigo da morte do violinista. Emocionada, ela relembra a amizade com Jessé de Paula e lamenta a morte dele.

A polícia já teve acesso às imagens e vai continuar as investigações. Embora acredite-se que foi um acidente, nenhuma hipótese está descartada, nem mesmo a de suicídio.

Mais Lidas