ACIDENTE

Prefeitura de Olinda confirma irregularidades e interdita escola em Olinda

A vistoria foi realizada, nesta segunda-feira (16), quatro dias depois da morte de Alisson Alvino Barros dos Santos, de 5 anos, atingido por uma parede que desabou

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 16/03/2015 às 14:05
Leitura:
Foto: Ricardo B. Labastier / JC Imagem


Engenheiros da Secretaria de Planejamento e Controle Urbano decidiram interditar a escola Dom Hélder, em Caixa d'Água, Olinda, na Região Metropolitana do Recife. A vistoria foi realizada nesta segunda-feira (16), quatro dias depois da morte de Alisson Alvino Barros dos Santos, de 5 anos, atingido por uma parede que desabou. A decisão levou em consideração uma série de irregularidades, como fala o secretário de Planejamento e Controle Urbano de Olinda, Estevão Brito.

Os técnicos ainda constataram que a unidade de ensino estava com o alvará do Corpo de Bombeiros vencido, e que não havia a autorização de funcionamento da prefeitura e da vigilância sanitária, já que a alimentação oferecida no berçário era feita no local. Um laudo definitivo sobre o local vai ser divulgado em 15 dias, até lá o espaço não poderá manter as atividades. Caso descumpra, pode ser autuada com multa.

Já na Delegacia de Peixinhos, onde correm as investigações, a proprietária e duas professoras da escola Dom Hélder foram ouvidas. Após prestarem depoimentos ao delegado Francisco Diógenes, saíram em silêncio.

Mais Lidas