MORADIA

Depois de protestos, moradores da ocupação Cacique Chicão são recebidos pela Justiça Federal

Os moradores receberam uma ordem de reintegração de posse e devem desocupar, até o dia 24 deste mês, o terreno de propriedade da União, localizado ao lado do Aeroporto Internacional dos Guararapes

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 18/03/2015 às 14:36
Leitura:
Foto: Daniela Venâncio / Rádio Jornal


Uma audiência de conciliação, que acontece na sede da Justiça Federal em Pernambuco, deve decidir o futuro de cerca de 500 famílias, moradoras da Ocupação Cacique Chicão, localizada no Ipsep, na Zona Sul do Recife. Pela manhã, após percorrerem quase 5 km, moradores da ocupação foram até a sede da Justiça Federal, no bairro de Jiquiá, na Zona Oeste do Recife, onde cerca de 100 trabalhadores realizaram um protesto.

Os moradores receberam uma ordem de reintegração de posse e devem desocupar, até o dia 24 deste mês, o terreno de propriedade da União, localizado ao lado do Aeroporto Internacional dos Guararapes. Dez moradores da ocupação foram escolhidos como representantes das famílias e acompanharam a audiência de conciliação onde estavam presentes membros dos governos Federal, Estadual e Municipal. Além de membros da Superintendência do Patrimônio da União, Infraero e Aeronáutica.

Foto: Daniela Venâncio / Rádio Jornal


De acordo com o líder do Movimento Independente dos Sem Teto, Inaldo Monteiro, cerca de 500 famílias vivem há dois anos no local. Ele detalha os que os moradores reivindicam. A advogada das famílias da Ocupação Cacique Chicão, Maria José do Amaral, detalha o que os moradores esperam com o resultado da audiência.

Representantes dos governos alegam que há riscos tanto para os moradores da ocupação, quanto para tripulações e passageiros das aeronaves.

Mais Lidas