ANIMAIS

Audiência vai tentar solucionar o impasse dos cachorros abandonados na Encruzilhada

Além do dono da residência, participam do encontro o Ministério Público de Pernambuco, a Secretaria Executiva de Direito dos Animais e o Centro de Vigilância Animal do Recife

Da Rádio Jornal; atualizada às 18h30
Da Rádio Jornal; atualizada às 18h30
Publicado em 20/03/2015 às 14:33
Leitura:
Foto: Alexandre Gondim / JC Imagem


Está marcada para a próxima quarta-feira (25) uma audiência no Ministério Público de Pernambuco para tentar encontrar um destino aos quase 80 cachorros deixados em uma casa no bairro da Encruzilhada. Além do dono da residência, participam do encontro o Ministério Público de Pernambuco, a Secretaria Executiva de Direito dos Animais e o Centro de Vigilância Animal do Recife.

Depois que a Rádio Jornal relatou a situação dos bichos que foram deixados no local pela antiga inquilina, uma campanha foi lançada nas redes sociais com o objetivo de arrecadar alimentos e providenciar cuidados. De acordo com Sérgio Borges, que administra o imóvel pertencente ao empresário Gustavo Pereira, todos estão sem saber o que fazer já que o dono só encontrou os animais depois que a antiga moradora saiu. Agora, eles esperaram uma posição da Prefeitura do Recife enquanto limpam a casa e tentam manter um ambiente mais saudável para os cachorros.

Organizações Não-Governamentais também se mobilizaram para ajudar os bichos. O projeto Mascotes de Rua foi uma delas. O grupo quer fazer um mutirão no próximo domingo (22) para dar banho nos animais e levar tratamento médico. O gestor da Mascotes de Rua, Júnior Vieira, aponta que muitos estão com problemas de saúde e ainda não podem ser adotados. Segundo o gerente-geral da Secretaria Executiva de Direito dos Animais do Recife, Robson Melo, o primeiro passo é fazer um levantamento dos cachorros para depois tentar encaixar os bichos em feiras de adoção.

Quem desejar doar rações para os cães pode levar o material para a casa onde os bichos foram deixados, localizada na Avenida Norte, número 2483. E o veterinário Ricardo Cavalcanti se dispôs a ajudar as pessoas que resolverem adotar os bichos. O veterinário prometeu castração dos machos de graça e, para quem adotar uma fêmea, ele não cobra a mão-de-obra da cirurgia, apenas os materiais. Informações sobre o contato dele podem ser obtidas no 3413-6348.

LEIA MAIS
Inquilina abandona 100 cães e proprietário do imóvel se vê obrigado a cuidar dos animais em casa na Encruzilhada

Mais Lidas