INVESTIGAÇÕES

Proprietário de casa onde muro desabou no Ibura pode ser indiciado por morte de pedreiro

Gilvandro Hermínio da Silva, de 48 anos, foi velado no Cemitério Parque da Paz, na Muribeca

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 24/03/2015 às 15:16
Leitura:

Foto: Clarissa Siqueira / Rádio Jornal


A Polícia Civil começa a ouvir os depoimentos dos envolvidos no desabamento de uma casa na UR-01, no Ibura, na Zona Sul da capital pernambucana, nesta quarta-feira (25). Gilvandro Hermínio da Silva, de 48 anos, morreu soterrado depois que o muro do imóvel vizinho ao dele desabou, provocando a destruição de onde ele dormia com a mulher e os dois filhos. Ele foi velado no Cemitério Parque da Paz, no bairro da Muribeca, em Jaboatão dos Guararapes. A cerimônia reuniu muitos familiares e amigos do pedreiro que também era pastor.

De acordo com a Defesa Civil do Recife, o incidente aconteceu porque a casa ao lado da residência da vítima realizava uma reforma irregular, sem orientação técnica. O delegado Derivaldo Falcão, do Ibura, diz que vai esperar o laudo do Instituto de Criminalística (IC) para saber se vai indiciar ou não o proprietário do muro que desabou.

Nesta terça-feira (24), a Defesa Civil continuou os trabalhos de demolição da casa condenada e retirada dos escombros do local do desabamento. Segundo o gerente de Engenharia do órgão, Edgard Melo, a ação no local deve seguir até o final da semana. Embora o desabamento não tenha sido provocado pelas chuvas, muitos moradores do bairro temem que novos acidentes aconteçam no inverno.

LEIA MAIS
Pedreiro de 48 anos morre soterrado após casa vizinha desmoronar sobre a dele no Ibura

Mais Lidas