EDUCAÇÃO

Após parada com adesão superior a 70%, professores da rede estadual avaliam proposta de greve

O sindicato que representa os educadores avalia que a paralisação de dois dias atingiu os objetivos.

Da Rádio Jornal, atualizada às 10h45
Da Rádio Jornal, atualizada às 10h45
Publicado em 10/04/2015 às 7:10
Leitura:

A assembleia geral da categoria está marcada para começar logo mais às 15h, na quadra do Clube Português, nas Graças. Em pauta o impasse em torno da campanha salarial que tem como percentual 13,01%. Apenas 4 mil profissionais foram contemplados com o índice, que foi definido pelo governo federal.

A Secretaria Estadual de Educação informa que o expediente foi suspenso em 59% das escolas. Cerca de 650 mil estudantes estão matriculados em cerca de mil estabelecimentos de ensino. Saiba mais na reportagem de Clarissa Siqueira:

O sindicato que representa os educadores avalia que a paralisação de dois dias atingiu os objetivos. O presidente do Sintepe, Fernando Melo, afirma que os trabalhadores estão insatisfeitos com o jogo de empurra-empurra:

Enquanto isso, os trabalhadores de empresas terceirizadas da Prefeitura do Recife e Governo do Estado realizam assembleia. Eles se reúnem as 8h na Praça do Derby para definir estratégias no sentido de cobrar pendências.

O salário e o tíquete alimentação referente ao mês de março deveriam ter sido quites até a última terça-feira (7). A expectativa é de que os terceirizados que atuam em escolas, postos de saúde e repartições saiam em caminhada pelas ruas do Centro do Recife. As informações você confere na reportegem de Clarissa Siqueira:


Mais Lidas