INVESTIGAÇÕES

Apontado na Operação Lava Jato, ex-deputado Pedro Correa é transferido de Pernambuco e chega a Curitiba

Ainda não há informações sobre quando Pedro Correa deve depor. A transferência do ex-deputado para a carceragem da Polícia Federal, em Curitiba, foi autorizada pelo ministro Luís Roberto Barroso

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 13/04/2015 às 14:20
Leitura:
Foto: Bobby Fabisack / JC Imagem


O ex-deputado federal Pedro Corrêa chegou no início da tarde desta segunda-feira (13), em Curitiba, sede da Operação Lava Jato, que investiga esquemas de corrupção na Petrobras. Condenado pelo processo do Mensalão, o pernambucano cumpria pena no presídio de Canhotinho, no Agreste do Estado, em regime semiaberto.

Agora, o ex-parlamentar fica à disposição da Justiça na carceragem da Polícia Federal, na capital do Paraná. Correa é suspeito de receber propina para financiar campanhas políticas do partido progressista (PP). Ele saiu de Pernambuco por volta das 6h, em um voo comercial, acompanhado por três agentes da Polícia Federal de Pernambuco.

Foto: Guga Matos / JC Imagem


Antes, tinha passado a noite no Centro de Triagem, o Cotel, em Abreu e Lima, no Grande Recife. De acordo com a Polícia Federal no Estado, não foi necessário o uso de algemas no ex-deputado, que subiu no avião antes dos demais passageiros, pela porta traseira. Giovani Santoro, chefe da comunicação da PF, detalha como foi realizada a transferência de Pedro Correa:

Ainda não há informações sobre quando Pedro Correa deve depor. A transferência do ex-deputado para a carceragem da Polícia Federal, em Curitiba, foi autorizada pelo ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, na sexta-feira (10). Nas investigações sobre o esquema de corrupção na Petrobras, Correa teve o nome citado pelo ex-diretor da estatal, Paulo Roberto Costa, como recebedor de propina no valor de R$ 5,3 milhões.

Mais Lidas