MOBILIZAÇÃO

Dia Nacional de Lutas contra a "Lei da Terceirização" terá caminhada no Centro do Recife

"Se os deputados e o empresariado continuarem querendo arrancar os direitos dos trabalhadores, o Brasil vai parar”, diz presidente da CUT

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 15/04/2015 às 6:36
Leitura:
Foto: Diego Nigro / JC Imagem


O texto base do Projeto de Lei (PL) 4.430 foi aprovado na semana passada e levantou a polêmica. Os empresários avaliam a iniciativa como um passo importante para o desenvolvimento das relações trabalhistas.

No entanto, os trabalhadores consideram a Lei da Terceirização um grande retrocesso para toda a mão de obra. Nessa terça-feira, os deputados federais retiraram as empresas públicas, as sociedades de economia mista e subsidiárias da proposta. Grande parte dos destaques será votado às 14h dessa quarta-feira (15), em Brasília, graças ao acordo entre líderes partidários.

Em Pernambuco o dia nacional de luta tem a adesão de várias categorias como os professores e os servidores municipais. A partir das 7h, profissionais se reúnem em um grande ato público na frente da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego, antiga Delegacia Regional do Trabalho, no Espinheiro.

Já a concentração para a caminhada no Centro do Recife começa às 14h na frente do prédio da Fiepe, que fica na Avenida Cruz Cabugá, em Santo Amaro. Os manifestantes prometem sair em caminhada até o Palácio do Campo das Princesas, sede do governo estadual.

O presidente da Central Única dos Trabalhadores em Pernambuco (CUT), Carlos Veras, diz que é função dos trabalhadores pressionar o Senado para que o projeto não seja aprovado. “A expectativa é de um grande movimento em Pernambuco. Se os deputados e o empresariado continuarem querendo arrancar os direitos dos trabalhadores, o Brasil vai parar”, diz.

E nesta quarta-feira os movimentos que compõem o Fórum da Reforma Urbana também prometem realizar um ato no Recife para reivindicar moradias.

Mais Lidas