DIA DE CAOS

Rodoviários e metroviários protestam contra terceirizações e deixam a RMR sem transporte

Enquanto os trens vão circular apenas em horários de pico, os rodoviários ainda não decidiram se haverá uma nova parada.

Da Rádio Jornal, com informações do NE10
Da Rádio Jornal, com informações do NE10
Publicado em 15/04/2015 às 9:42
Leitura:
Quem conseguiu pegar o metrô, sofreu com a superlotação. Foto: Tiago Rodrigues/Via comuniQ


Quem precisou sair de casa na manhã desta quarta-feira (15) na Região metropolitana do Recife passou por um verdadeiro sufoco. Para protestar contra o Projeto de Lei 4330, que regulamenta a terceirizar, diversas categorias paralisaram suas atividades, em especial, motoristas de ônibus e metroviários. A mobilização é organizada pelos sindicatos das categorias, com apoio da CUT-Pernambuco.

Apesar de ter afirmado que o metrô não funcionaria durante o dia inteiro, os trens circularam entre as 5h e as 9h, mas com intervalos irregulares e algumas estações fechadas. Os poucos passageiros que conseguiram chegar nas integrações sofreram com vagões lotados e com a incerteza se conseguiriam descer nas plataformas desejadas.

A expectativa do MetroRec é que a circulação dos trens aconteça apenas em horário de pico, ou seja, das 5h às 9h e das 16h às 20h. Os usuários que desejarem ir para o jogo entre Náutico e Brasília, que começa às 22h, vai ficar sem a opeção de transporte.

Quem depende de ônibus os ônibus, foi ainda mais afetado nesta manhã. Por volta das 5h, apenas os veículos da empresa caxangá estavam circulando. As garagens foram liberadas pelo Sindicato dos Rodoviários aos poucos logo após às 6h. De acordo com o porta voz da categoria, Genildo Pereira, a circulação foi normalizada por volta das 8h10.

Em Jaboatão, apenas os veículos do transporte alternativo, gerenciado pela Prefeitura da cidade, funcionavam até às 6h30. Foto: Tiago Rodrigues/Via comuniQ


No Terminal Integrado do Aeroporto, os portões da integração estavam fechados até pouco antes das 6h, mas algumas linhas como TI TIP/Aeroporto e TI Tancredo Neves/Aeroporto pegavam os passageiros do lado de fora da estação. No Terminal Integrado de Tancredo Neves, poucos passageiros aguardavam ônibus, mas os portões das estações estavam abertos.

Já no Terminal Integrado de Recife, os passageiros que desciam do metrô aguardavam a abertura dos portões da integração. Alguns funcionários afirmavam que os ônibus circulares só iriam rodar a partir das 9h. O Terminal Integrado da Macaxeira, na Zona Oeste do Recife, também estava sem ônibus no começo da manhã. Internautas relataram que muitos passageiros aguardavam por ônibus do lado de fora da estação.

No bairro do Janga, em Paulista, assim como na PE-15, em Olinda, muitos passageiros aguardavam nas paradas. Segundo internautas, os coletivos da empresa Cidade Alta não estavam circulando. Por volta das 7h10, no Terminal da PE-15, alguns motoristas bloquearam a saída dos ônibus. Uma fila de veículos foi formada na pista e a Polícia Militar foi chamada no local.

Na Avenida Conde da Boa Vista, um dos principais corredores de ônibus da capital, o movimento de coletivos era menor do que o normal. Passageiros reclamavam que os ônibus da Borborema, que seguiam para a Zona Sul/Jaboatão dos Guararapes, não estavam passando.

Foto: Twitter @jctransito


Por volta das 9h10, motoristas começaram a parar os ônibus na Rua do Sol, na Avenida Guararapes e da Ponte Duarte Coelho, pedindo aos passageiros que desçam, e fazendo o retorno. O sindicato da categoria diz que não concorda com a ação do grupo, que faz parte de uma dissidência política.

No terminal da PE-15, em Olinda, a Polícia Militar precisou ser chamada para conter os passageiros, que estavam, revoltados com a demora dos ônibus. Já no Terminal Integrado de Joana Bezerra, no Centro da capital, os coletivos demoraram a sair e muitos passageiros desistiram de ir ao trabalho.

O Grande Recife Consórcio de Transporte montou um esquema especial para atender os passageiros do metrô. Foram criadas três linhas para ligar os terminais integrados: Jaboatão/Barro, Barro/Afogados/Joana Bezerra e Cajueiro/Aeroporto. Além disso, a linha Jaboatão Parador foi reforçada. O esquema funciona até às 16h e das 20h às 23h, período em que o metrô não vai funcionar.

Na Avenida Guararapes, os ônibus circulavam normalmente por volta das 14h.

Mais Lidas