MOBILIZAÇÃO

Por hora, metroviários e rodoviários descartam novas paralisações contra terceirização do emprego

As categorias aderiam às manifestações nacionais. Na Região Metropolitana do Recife, o dia foi de caos.

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 16/04/2015 às 7:29
Leitura:

Passageiros da Região Metropolitana do Recife foram surpreendidos por protestos dos metroviários e dos rodoviários nessa quarta-feira (15) contra o Projeto de Lei 4330, que permite a contratação de terceirizados inclusive para as atividades fim. A paralisação alterou o funcionamento do transporte público e a rotina dos usuários.

De acordo com as categorias, a mudança vai promover uma precarização dos empregos e dos direitos dos trabalhadores. Os maquinistas do metrô cruzaram os braços nesta quarta-feira e a operação acabou sendo limitada. Os trens circularam lotados e em horários reduzidos, o que gerou queixas dos usuários do sistema.

Os ônibus também saíram das garagens com atraso e o clima ficou tenso nos terminais integrados. Pela manhã, o trânsito no centro ficou travado pois os coletivos pararam no cruzamento da Rua do Sol com a Avenida Guararapes.

Nessa quarta-feira (15), o eletricista José Pessoa se viu obrigado a fazer grandes deslocamentos a pé por falta de transporte:

Mais Lidas