VIOLÊNCIA

Delegado Ivaldo Pereira, da Polícia Civil, é baleado em operação na comunidade do Detran

O ferimento teria sido causado acidentalmente durante um cumprimento de mandado de prisão

Da Rádio Jornal; atualizada às 16h31
Da Rádio Jornal; atualizada às 16h31
Publicado em 22/04/2015 às 14:15
Leitura:
Foto: Helia Scheppa / acervo JC Imagem


O delegado Ivaldo Pereira, da 8ª Delegacia Seccional, em Paulista, foi encaminhado, no início da tarde desta quarta-feira (22), para o Hospital Português, na Ilha do Retiro, depois de ter sido baleado na perna nesta manhã. O ferimento teria sido causado acidentalmente durante um cumprimento de mandado de prisão, no bairro da Iputinga, na comunidade do Detran, na Zona Oeste do Recife. De acordo com nota oficial da polícia, o tiro acidental foi disparado da arma de outro policial que estava na ação.O delegado está passando por procedimento para retirada da bala e não corre risco de morte.




A princípio, o delegado havia sido encaminhado ao Hospital da Restauração, no Derby, onde muitos policiais civis e delegados estiveram para acompanhar o atendimento ao delegado, mas ainda não houve pronunciamento oficial. De acordo com policiais, ele está consciente. O homem preso na ação foi encaminhado para o Cotel.

O delegado Ivaldo Pereira foi responsável pela investigação da morte do garoto Miguel Almeida de Lima Freitas, de 6 anos, morto com um tiro na cabeça, na comunidade de Brasília, no bairro do Totó, na Zona Oeste do Recife, no início do ano passado. Familiares e vizinhos do garoto sustentaram a versão de ele ter sido usado como escudo humano por Walber Gutemberg Ribeiro da Cunha, 19 anos, alvo dos tiros disparados por dois homens. Depois de concluídas as investigações, o delegado descartou a possibilidade.

Mais Lidas