ECONOMIA

Obras vão ampliar os berços de atracação e a área de manobra no Porto do Recife

O ancoradouro recifense foi contemplano pelo Programa Nacional de Dragagem 2 e as obras podem custar até R$ 3 milhões, com recursos da União

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 22/04/2015 às 15:47
Leitura:
Foto: acervo JC Imagem


Técnicos do Instituto Nacional de Pesquisas Hidroviárias (INPH) iniciaram, nesta quarta-feira (22), os estudos para execução da dragagem e sinalização náutica nas áreas internas e no canal de acesso do Porto do Recife.

O presidente do Porto, Olavo de Andrade Lima, diz que o objetivo das ações é a melhoria operacional e comercial do porto dentro das condições da segurança para a navegação.

Os estudos vão fortalecer propostas de ampliação dos berços de atracação, que variam entre 8 a 11 metros para 12. Já a área de manobra vai aumentar dos 450 m para 550 m. O levantamento começa nesta quarta e segue até o dia 4 de maio.

O ancoradouro recifense foi contemplano pelo Programa Nacional de Dragagem 2 e as obras podem custar até R$ 3 milhões, com recursos da União.

Mais Lidas