EDUCAÇÃO

Justiça aumenta de R$ 30 mil para R$ 80 mil multa diária para greve dos professores

Em Timbaúba, grevistas realizam caminhada e ato público durante passagem do governador Paulo Câmara

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 23/04/2015 às 9:54
Leitura:
Em Timbaúba, alunos e professores protestaram em favor do reajuste mínimo de 13,01% para todos os professores. Foto: Jornal do Commercio/Twitter @jc_pe


A greve dos professores da Rede Estadual de Ensino chegou nessa quinta-feira (23) ao 10º dia, completando oito dias letivos, ou seja, excluindo os finais de semana e feriados. O desembargador do Tribunal de Justiça, Jovaldo Nunes, que determinou o retorno imediato dos docentes tomou outra decisão. A multa imposta ao sindicato que representa a categoria, SINTEPE, pela continuidade do protesto aumentou de R$ 30 mil para R$ 80 mil.

O sindicato diz que sequer foi notificado, mas que irá recorrer da punição por meio da assessoria jurídica. Na manhã desta quinta-feira, grevistas realizam caminhada e ato público em Timbaúba durante passagem do governador Paulo Câmara. Nesta sexta-feira (24), a agenda será realizada em Palmares, local do seminário “Todos por Pernambuco”.

A assembleia geral dos professores da rede estadual ocorre na próxima segunda-feira (27), na sede do Clube Português, nas Graças. Vale lembrar que os educadores reivindicam 13,01% de reajuste para todos os professores. O governo do estado minimiza os números da paralisação e diz que só negocia com o fim do protesto.

Mais mobilização – nesta quinta-feira, os técnicos administrativos da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) cruzam os braços. O protesto com panfletagem pela manhã é contra os projetos de terceirização em votação no congresso nacional.

Alunos inscritos no programa de intercâmbio ganhe o mundo vão se reunir na praça do derby nesta sexta-feira (24). A caminhada até o palácio do campo das princesas, na praça da república, tem início às 13h. Os estudantes do ensino médio não aceitam a redução do número de vagas por conta do aumento do dólar e da crise financeira nacional.

Mais Lidas