IRREGULARIDADES

Justiça determina bloqueio de bens de diretores da Compesa e das construtoras Queiroz Galvão e Galvão Engenharia

O Tribunal de Contas da União (TCU) teria verificado irregularidades na utilização de recursos federais

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 24/04/2015 às 18:11
Leitura:

A pedido do Ministério Público Federal (MPF) em Palmares, a Justiça Federal determinou o bloqueio de bens de três diretores e dois representantes da Compesa, além das construtoras Queiroz Galvão e Galvão Engenharia.

A decisão pretende garantir um eventual ressarcimento ao cofre público por supostas irregularidades praticadas durante a execução de convênios firmados com o Ministério da Integração Nacional, em 2005 e 2007.

O Tribunal de Contas da União (TCU) teria verificado irregularidades na utilização de recursos federais pela Secretaria de Recursos Hídricos de Pernambuco e pela Compesa, destinados à implantação do Sistema Pirapama e de interligação dos Sistemas Pirapama e Gurjaú.

Mais Lidas