ECONOMIA

Primeira montadora Jeep fora dos Estados Unidos será inaugurada nesta terça em Pernambuco

De acordo com a Fiat, o conjunto de empresas vai empregar 10 mil pessoas até o final do ano.

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 28/04/2015 às 7:11
Leitura:
Fábrica é uma das mais modernados do grupo. Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem


Parte do grupo Fiat Chrysler Automobiles (FCA), a fábrica da JEEP, em Goiana, na Zona da Mata Norte de Pernambuco, será inaugurada nesta terça-feira (28) em uma cerimônia para 1.500 convidados que contará com a presença da presidente Dilma. O empreendimento foi construído em uma área de 260 mil metros² e fica a 66 km do Recife.

Foram quase três anos para a construção do complexo industrial, que tem capacidade para produzir 250 mil carros por ano. O investimento foi de mais de R$ 6 bilhões e a expectativa é que a fábrica seja a mais moderna do grupo. De acordo com a Fiat, o conjunto de empresas vai empregar 10 mil pessoas até o final do ano. Saiba mais na reportagem de Elen Carvalho:

Hoje, o parque de fornecedores é composto por 16 empresas, distribuídas em 12 prédios, que produzem 17 linhas de produtos, o que corresponde a 40% das peças necessárias para a produção do Jeep. Na linha de montagem, 700 robôs, divididos na funilaria, montagem e pintura dão forma ao Jeep Renagade, o primeiro modelo que vai ser produzido na fábrica em Pernambuco.

De acordo com o diretor de Comunicação da Fiat, Roberto Daraldi, o conjunto de empresas que compõem a fábrica em Goiana, que é a primeira montadora da Jeep fora dos Estados Unidos, representa um ganho econômico em potencial para o estado. “O setor automotivo tem uma cadeia longa de fornecimento, por isso, a cada pessoa que se emprega na fábrica, você acaba tendo cinco ou seis empregos gerados ao longo da economia”, declara.

A presidente Dilma Rousseff vem especialmente para a cerimônia, que vai acontecer no quilometro 13 da BR-101 Norte. Ela vem apenas para inaugurar a fábrica e volta para Brasília em seguida. Em entrevista à Rádio Jornal, o senador Humberto Costa comenta a programação e detalha o projeto do Arco Metropolitano, projeto que vai garantir o escoamento da produção da Fiat.

Atualmente, a fábrica emprega mais de 5 mil pessoas, divididas entre a planta da Jeep, o parque de fornecedores e as empresas terceirizadas. Do total de funcionários, 70% são pernambucanos.

Mais Lidas