SERTÃO

Estudante é assassinada a facadas pelo ex-marido dentro de universidade federal em Petrolina

Crime aconteceu dentro do restaurante da Univasf. A vítima fazia parte do Programa de Residência em Enfermagem, Urgência e Emergência

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 01/05/2015 às 6:16
Leitura:
A estudante chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos. Foto: reprodução/whatsapp


Inconformado com a separação, um homem invadiu o campus da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), em Petrolina, Sertão Pernambucano, e matou a ex-mulher. Rosilene Ramos dos Rio, 31 anos, que era estudante do curso de enfermagem, foi atingida por cerca de 40 golpes de faca.

De acordo com a reitoria da instituição, o crime aconteceu por volta das 13h dessa quinta-feira (30), dentro do restaurante do Campus Sede. O suspeito, José Luiz da Silva, de 47 anos, foi preso em flagrante pela segurança do restaurante e por uma equipe da Companhia Independente de Operações e Sobrevivência em Área de Caatinga da Polícia Militar (CIOSAC) e levado para a Delegacia da Mulher. Saiba mais na reportagem de Marco Aurélio, da Rádio Jornal Petrolina:

Rosilene Rio integrava o Programa de Residência em Enfermagem, Urgência e Emergência da Univasf. Ela chegou a ser levada para o hospital universitário, mas perdeu muito sangue e não resistiu a uma parada cardíaca.

A faca utilizada no crime foi jogada na área externa do restaurante. Foto: reprodução/whatsapp


Após o assassinato a Universidade Federal do Vale do São Francisco suspendeu as aulas. Em nota, a instituição lamentou o crime contra a estudante e decretou luto oficial de três dias. Confira a nota da Univasf na íntegra:

É com grande pesar que comunicamos a morte trágica da estudante da Universidade Federal do Vale do São Francisco, do Programa de Residência em Enfermagem, Urgência e Emergência, Rosilene Ramos do Rio, 31 anos, vítima de homicídio. O ato praticado supostamente pelo seu ex-companheiro ocorreu na tarde de hoje (30), nas dependências da cantina do Campus Sede, em Petrolina (PE). O agressor foi detido pela vigilância do campus e conduzido pela Polícia Militar.

Neste momento de profunda dor e perda para toda a comunidade acadêmica, a Reitoria da Univasf, professores e colegas manifestam a sua indignação pelo ato de violência de gênero, praticado contra um de seus membros, e também a sua solidariedade à família, já comunicada do fato.

A Reitoria da Univasf informa ainda a suspensão das atividades letivas no dia de hoje e decreta luto oficial de três dias.

Mais Lidas