Saúde

No mês da Luta Antimanicomial, Ipojuca investe em Centro de Assistência Psicossocial

O CAPS contará com uma equipe multidisciplinar formada por médicos, enfermeiros, psicólogos, terapeutas ocupacionais e técnicos de enfermagem

Com informações da Prefeitura de Ipojuca
Com informações da Prefeitura de Ipojuca
Publicado em 08/05/2015 às 5:08
Leitura:

Além de ser o mês das mães, maio também é conhecido como o período que marca a Luta Antimanicomial em todo Brasil. E para aproveitar essa época e reforçar ainda mais o compromisso com a política de Saúde Mental no Município, o prefeito do Ipojuca, Carlos Santana, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, fará a inauguração do novo Centro de Assistência Psicossocial (CAPS II), garantindo atendimento humanizado e de resolutividade aos ipojucanos. A inauguração acontecerá a partir das 10h desta sexta-feira (08) na sede da unidade localizada na Avenida Francisco Alves Souza, 138, em Ipojuca Sede.

A unidade, que leva o nome de Gregório Bernardo, chega ao centro do município após funcionar no distrito de Camela. “Transferimos o serviço para o distrito sede com o objetivo de ampliar a oferta. Contudo, os usuários camelenses continuarão a ser atendidos, inclusive, com transporte garantido pela Secretaria de Saúde”, explicou a coordenadora de Saúde Mental do Ipojuca, Zélia Menezes. A unidade é a primeira da rede especializada em saúde mental. Ainda este mês, o município contará com uma residência terapêutica e em julho deste ano será implantado mais um CAPS, só que voltado para os usuários de álcool e outras drogas, compondo uma rede mais abrangente.

O CAPS contará com uma equipe multidisciplinar formada por médicos, enfermeiros, psicólogos, terapeutas ocupacionais, técnicos de enfermagem, além do pessoal do administrativo, segurança e limpeza. Na unidade são atendidos 31 pacientes em regime intensivo (oito horas diárias) e semi-intensivo (meio expediente). Contudo, a capacidade de atendimento preconizada pelo Ministério da Saúde é de 45 pacientes (intensivo) e 60 (semi-intensivo).

Os dias de funcionamento são de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h e o atendimento é direcionado aos adultos, referenciados pelas Unidades de Saúde da Família, ou demanda espontânea observando as necessidades dos usuários. A inauguração do novo prédio contará com a apresentação de um cordelista, usuário do serviço, que no próximo dia 12 dará uma palestra sobre sua experiência no serviço durante a III Semana Antimanicomial de Pernambuco, na Universidade Católica de Pernambuco (Unicap).

Mais Lidas