PAZ NO SERTÃO

Polícia prende envolvidos na morte de verador em Serra Talhada, no Sertão de Pernambuco

Três policiais foram presos suspeitos de envolvimento nas atividades de um grupo de pistolagem

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 11/05/2015 às 14:33
Leitura:
Foto: Valéria Oliveira / JC


A primeira etapa da operação Paz no Sertão cumpriu quatro mandados de prisão. Entre os alvos, três policiais militares envolvidos nas atividades de um grupo de pistolagem, chefiado pelo PM e vereador de Serra Talhada, Cícero Fernandes da Silva, assassinado em março deste ano.

A morte de "Cição" deu início à operação que contou com a participação de policiais civis e militares. Entre os presos, Luciano de Souza Soares, e Cícero Valdevino, sargento e cabo da Policia Militar de Pernambuco, e Georgenes Alves Pereira, militar na Paraíba, e Renato Rodrigues da Silva.

No caso de Georgenes, ele teria participado diretamente da morte do vereador por motivo de vingança. Cição teria matado o irmão dele e de mais duas pessoas em um triplo homicídio ano passado. Para o delegado Guilherme Caraciolo, um dos responsáveis pela investigação, a morte foi um acerto de contas:

Dos alvos dos mandados de prisão, apenas Ismael Pereira Lima, permanece foragido. De acordo com a Civil, ele teve o irmão assassinado pelo vereador. Ismael faz parte do Primeiro Comando da Capital (PCC), e há indício de que esteja sob proteção em São Paulo.

Até esta fase, a operação Paz no Sertão já apreendeu três revólveres, cinco pistolas, duas espingardas e munições. A conclusão do caso deve ocorrer em 60 dias.

Mais Lidas