PROTESTO

Famílias ocupam usina de Itaparica, em Jatobá, e fazem uma série de reivindicações

Manifestantes cobram do governo uma audiência para debater as questões de assentamento na área

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 12/05/2015 às 16:25
Leitura:

Cerca de duas mil famílias começaram, nesta terça-feira (12), a ocupar a usina de Itaparica, no município de Jatobá, no Sertão Pernambucano. De acordo com a Federação dos Trabalhadores da Agricultura do Estado (Fetape), as famílias cobram do governo uma audiência para debater as questões de assentamento na área.

De acordo com o presidente da Fetape, Doriel Barros, as pessoas estão neste processo de mobilização por problemas que vêm se agravando como suspensão da assistência técnica e do apoio que as famílias vinham recebendo da Codevasf e da Chesf ao projeto de reassentamento.

Ainda de acordo com Doriel Barros, há algum tempo, as famílias vêm tentando uma audiência com o governo, mas, como isso ainda não foi possível, elas resolveram acampar na usina por tempo indeterminado, até que se tenha uma definição sobre o retorno ao apoio que elas deveriam receber. Essa ajuda é tanto do ponto de vista da assistência técnica, quando à garantia das condições de produção das famílias que fazem parte do reassentamento.

Doriel Barros afirma que representantes da Fetape já se encaminharam para Brasília, com o objetivo de acompanhar negociações na capital do país.

A Chesf foi procurada para falar sobre o caso, mas a companhia não se posicionou. A reportagem também entrou em contato com a Codevasf, mas não teve sucesso.

Mais Lidas