ESTADUAL

Servidores da UPE paralisam atividades na universidade e em hospitais contra corte no orçamento

Assembleia deve ser realizada às 10h desta quinta-feira (21) para avaliar paralisação

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 20/05/2015 às 14:03
Leitura:
Foto: Lélia Perlim / Rádio Jornal


Uma assembléia para avaliar a paralisação realizada, nesta quarta-feira (20), por professores, estudantes e servidores da Universidade de Pernambuco (UPE) está prevista para esta quinta (21), às 10h, no campus Santo Amaro da UPE.

O movimento realizou uma passeata na manhã desta quarta. O grupo se reuniu em frente ao Hospital Universitário Oswaldo Cruz, no bairro de Santo Amaro, e seguiu em direção ao Palácio do Campo das Princesas para entregar uma carta com as reivindicações da categoria.

Entre os motivos da paralisação está o corte de 45% no orçamento da universidade, como detalha o presidente do Sindicato dos Servidores da Universidade de Pernambuco, José Rosa.

Além da falta de aulas na universidade, os ambulatórios do Oswaldo Cruz, Procape e Cisam, hospitais administrados pela instituição, também estão sem funcionar.

Muitos pacientes foram pegos de surpresa pela paralisação, a exemplo da professora Jeane Queiroz, que enfrentou duas horas de viagem de Camutanga, na Mata Norte do Estado, até o Recife e não conseguiu o atendimento.

Em nota, a Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação informou que não há nenhum corte na verba de custeio previsto para o exercício de 2015.

Mais Lidas